Friday, 5 August 2016

brain vs heart./ O cérebro vs o Coração. / Le cerveau vs le coeur.





Brain said I should go slowly. That I should let the destiny guide me through time and let this go with the flow. I listened to it attentively.

But then came heart and said; go for it, try again, say everything you have to say, show what you want, make plans, throw yourself in and swim in the direction of the heart of the other. If you don't do it you won't know if it was worth trying or not... so what are you waiting for?

The appeal of the heart sounded more convincing, so I threw myself in the empty space of courage and hope and I'm trying to fill this emptiness up with myself, swimming my way to the others heart giving all and waiting only to be received with open arms.

Then came the brain and interrupted; - and what if the arms won't be opened when you get there?
- I'll fall in the space of deception?
- Exactly. said the brain.
-Too late, brain. I've already started swimming...

-------------

O cérebro disse que eu deveria ir devagar. Que eu deveria deixar o destino me guiar através do tempo e deixar tudo ir com o fluxo. Eu o ouvi com atenção.

Mas então veio o coração e disse; vá em frente, tente novamente, diga tudo o que você tem a dizer, mostre o que você quer, faça planos, jogue-se e nade na direção do coração do outro. Se você não fizer isso você não vai saber se valeu a pena tentar ou não ... então o que você está esperando?

O apelo do coração pareceu mais convincente, então eu me joguei no espaço vazio da coragem e esperança e eu estou tentando preencher esse vazio com minha pessoa, nadando o meu caminho para o coração do outro, dando tudo e esperando apenas ser recebida com braços abertos.

Depois veio o cérebro e interrompeu; - E que se os braços não estarão abertos quando você chegar lá?
- Vou cair no espaço do engano?
- Exatamente! Disse o Cérebro.
-Tarde demais, cérebro. Já comecei a nadar ...


------------------------------------------

Le cerveau dit que je devrais aller lentement. Que je devrais laisser le destin me guider à travers le temps et laisser tout ça passer avec le courant. Je l'ai écouté attentivement.

Puis vint le cœur et dit; allez-y, essayez à nouveau, dit tout ce que vous avez à dire, montrer ce que vous voulez, faire des plans, jetez-vous et nager dans la direction du cœur de l'autre. Si vous ne le faites pas, vous ne saurez pas si cela valait la peine d'essayer ou non ... alors qu'est-ce que vous attendez?

L'appel du cœur semblait plus convaincante, alors je me suis jeté dans l'espace vide de la courage et d'espoir et je suis en train de remplir ce vide avec moi-même, nager mon chemin vers le coeur de l'autre, donnant tout et en attendant que d'être reçu avec les bras ouverts.

Puis vint le cerveau et interrompu; - Et si les armes ne seront pas ouvertes quand vous y arrivez?
- Je vais tomber dans l'espace de la tromperie?
- Exactement. dit le cerveau.
-Trop Tard, cerveau. Je l'ai déjà commencé à nager ...

Saturday, 30 July 2016

Life is a balance. / a vida é um equilíbrio. / La vie est un équilibre.



Life is a balance.

Life is a balance between the good and the bad sides of everything, like a bird that in order to fly needs its two wings. For every good there is a bad, because we all know, nothing is perfect! And without the bad there's imbalance, so we need both to keep the balance.

For each wing, the right and the left, there's two sides of everything:
for the wing of love there is anger;
for the wing of destiny there is fear;
for the wing of pain there is healing;
for the wing of hurt there is forgiveness;
for the wing of pride there is humility;
for the wing of giving there is taking;
for the wing of tears there is joy;
for the wing of rejection there is acceptance;
for the wing of judgment there is grace;
for the wing of honor there is shame;
for the wing of letting go there is keeping and so on...

Two good wings is perfection... whaaaat? Do you really believe in perfection?
There is a generation of people who idealize perfection as the existence of only one of these wings every time. But I see that a bird with one wing is imperfect. An angel with one wing is imperfect. A butterfly with one wing is dead.

So this generation of people strive to always cut off the other wing in the hopes of embodying their ideal of perfection, and in doing so, they have created a crippled race. We have to accept that nothing will always going to be like walking in rose petals, and that yes, we will walk through thorns every now and again. And that is when you need to keep your balance and keep resilient and work your way through the bad wing.

One day a math teach wrote the times table of nine and she started by 9 X 1= 10, but wrote the rest all correctly. The students were laughing at her and commenting about her mistake. The teacher turned around and said; I know you are all laughing at my only mistake. I will tell you what, the thing is: I got only one thing wrong out of ten, but did you praise me for the nine things I got right ? Or you judged me for the only thing I got wrong?! Instead of seeing the good side of things, society taught us to look only at the bad side, like the bad side is only a bad thing. We need both to live in balance. If the bad didn't exist we would never feel the best on the good things.

NOTHING IS PERFECT, and those who idialize perfection are not living in a real world. Wake up, face the bad sides and always look to the bright side of everything. Accept that people mistake, accept that you will go through bad moments. accepet that everything has two sides and that patience is a virtue eveybody should captivate to continue this journey reasonably well.

Please quit waiting for perfection to exist and live with what you are given. Don't give up on something because it has its flaws, nothing and nobody is perfect.

Live the moment, enjoy the ups and downs and the imperfection of things and people because life is the balance of good and bad.

----------------------------------------------------------------------------

A vida é um equilíbrio.

A vida é um equilíbrio entre os lados do bem e do mau de tudo, como um pássaro que, para voar, necessita suas duas asas. Para todo bem há um mau, porque nós todos sabemos, nada é perfeito! E sem o mau há desequilíbrio, então precisamos dos dois para manter o equilíbrio.

Ppara cada asa a direita e à esquerda há dois lados de tudo: para a asa do amor tem a raiva, para a asa do destino tem o medo;
para a asa da dor tem a cura;
para a asa da ferida tem o perdão, para a asa do orgulho tem a humildade;
para a asa do doar tem o receber ; para a asa da lágrima tem a alegria;
para a asa da rejeição tem a aceitação;
para a asa do julgamento tem a graça;
 para a asa da honra tem a vergonha;
para a asa do desapego tem o apego; e assim por diante ...

Duas asas do bem é a perfeição ... o queeeeee? Você realmente acredita em perfeição?
Há uma geração de pessoas que idealiza a perfeição como a existência de apenas uma destas asas de cada vez. Mas eu vejo que um pássaro com uma asa é imperfeito. Um anjo com uma asa é imperfeito. Uma borboleta com uma asa está morta.

Portanto, esta geração de pessoas se esforçam para cortar sempre a outra asa, na esperança de incorporar o seu ideal de perfeição, e ao fazer isso, eles criaram uma raça aleijada. Temos de aceitar que nada vai ser sempre como andar em pétalas de rosa, e que sim, vamos caminhar pelos espinhos uma vez ou outra . E isso é quando você precis manter o seu equilíbrio e se manter resiliente e trabalhar seu caminho através da asa má.

Um dia, uma professora de matemática escreveu a tabuada dos nove e ela começou por 9 X 1 = 10, mas escreveu o resto tudo corretamente. Os estudantes ficaram rindo dela e comentando sobre o seu erro. A professora se virou e disse; Eu sei que todos vocês estão rindo da meu único erro. Vou dizer-lhe que, a coisa é: Eu fiz uma coisa errada dentre dez, mas será que vocês me elogiaram para as nove que eu acertei? Ou você só me julgou pela única coisa que eu errei?! Em vez de ver o lado bom das coisas, a sociedade nos ensinou a olhar apenas para o mau como o so lado ruim fosse apenas uma coisa ruim. Mas nós precisamos do dois para viver em equilíbrio. Se o lado ruim não existisse, nunca se sentiríamos o melhor das coisas boas.

NADA É PERFEITO, e aqueles que idealizam a perfeição não estão vivendo em um mundo real. Acorde, enfrente os lados ruins e sempre olhe para o lado bom de tudo. Aceite que as pessoas erram, aceite que você vai passar por maus momentos. Aceite que tudo tem duas asas e que a paciência é uma virtude que todos deve cativar para continuar esta jornada razoavelmente bem.

Por favor, desista de esperar que a perfeição exista e viva com o que você está sendo dado. Não desista de alguma coisa porque ela tem suas falhas, nada e ninguém é perfeito.

Viva o momento, aprecie os altos e baixos e a imperfeição das coisas e das pessoas porque a vida é uma equilíbrio do bem e do mau.

-----------------------------------------------

S'il vous plaît pardonnez les fautes de grammaire, et garder à l'esprit qu'il est mon premier post en français, une langue que je ne l'ai jamais étudié. Merci :)


La vie est un équilibre.

La vie est un équilibre entre les bons et les mauvais côtés de tout, comme un oiseau qui pour voler a besoin de ses deux ailes. Pour chaque bon il y a un mauvais, parce que nous savons tous, rien est parfait! Et sans le mauvais il y a le déséquilibre, donc nous avons besoin de tous les deux pour maintenir l'équilibre.

Pour chaque aile, la droite et la gauche, il y a deux côtés de tout:

pour l'aile de l'amour il y a la colère;
pour l'aile du destin il y a la peur;
pour l'aile de la douleur il y a la guérison;
pour l'aile de la plaie il y a le pardon;
pour l'aile de fierté il y a l'humilité;
pour l'aile de donner, il y a le recevoir ;
pour l'aile de larmes il y a la joie;
pour l'aile de rejet, il y a l'acceptation;
pour l'aile du jugement il y a la grâce;
pour l'aile d'honneur il y a la honte;
pour l'aile de détachement il y a l'attachement; et ainsi de suite ...

Deux bonnes ailes est la perfection ... quooooooooi? Croyez-vous vraiment à la perfection?
Il y a une génération de gens qui idéalisent la perfection, que l'existence d'un seul de ces ailes à chaque fois. Mais je vois que un oiseau avec une aile est imparfaite. Un ange avec une aile est imparfaite. Un papillon avec une aile est mort.

Donc, cette génération de gens luttent pour couper toujours l'autre aile, dans l'espoir d'incarner leur idéal de perfection, et ce faisant, ils ont créé une course infirme. Nous devons accepter que rien ne va toujours être comme marcher dans des pétales de rose, et que oui, nous allons marcher à travers les épines tous maintenant et encore. Et cela est quand vous avez besoin de garder votre équilibre et de garder résilients et travailler votre chemin à travers la mauvaise aile.

Un jour, une professeur de mathématiques a écrit la table des temps de neuf ans et elle a commencé par 9 X 1 = 10, mais écrit tout correctement le reste. Les élèves se moquaient de lui et commencé à commenter au sujet de son erreur. L'enseignant se retourna et dit; Je sais que vous êtes tous en train de rire de ma seule erreur. Je vais vous dire ce que, la chose est: J'ai eu une seule erreur qui cloche sur dix, mais avez-vous me loue pour les neuf choses que j'ai eu correct? Ou vous me jugé pour la seule chose que j'ai  me trompé?! Au lieu de voir le bon côté des choses, la société nous a appris à ne regarder que le mauvais côté, comme le mauvais côté est seulement une mauvaise chose. Nous avons besoin de tous les deux pour vivre en équilibre. Si le mauvais n'a existé pas, nous ne serions jamais sentir le mieux sur les bonnes choses.

RIEN EST PARFAIT, et ceux qui idialize perfection ne sont pas vivre dans un monde réel. Réveil roi, face à la mauvaise côtés et regard toujours à la vif côté du tout. Accept que les gens erreur, accept que vous allez passer par mauvais moments. Accepet que tout a deux côtés et que la patience est un vertu tout le monde devrait captiver pour pouvoir continuer ce voyage raisonnablement bien.

S'il vous plaît cesser d'attendre la perfection d'exister et vivre avec ce que vous êtes donné. Ne pas renoncer à quelque chose, car il a ses défauts, rien et personne n'est parfait.

Vivez le moment, profiter des hauts et des bas et l'imperfection des choses et des gens parce que la vie est l'équilibre entre le bien et le mal.

Thursday, 14 January 2016

A story about love and failure. Uma estória sobre amor e fracasso.


I'm gonna tell you a story about love and failure.

A while ago a boy met a girl, they lived a little thing together. The boy got the attention of the girl, but both travellers, the boy went on on his side and the girl went on on her side. Many things happened and they didn't talk for almost a year, that was when the boy decided to visit the girl which has stopped travelling for a while.
Both of them clicked together as soon as they saw each other, and they lived a wonderful holidays together, but soon it was over, he went travelling again, and the girl stayed. The boy kept in touch and showed his love to her and one day decided he would go back to her to take her on an adventure far away with him.

The girl had came out of a relationship where she suffered a lot. She wasn't sure if it would be the right thing to do. She confessed that to the boy. At the end they both agreed to go on. They moved together to a little van, travelled and worked around a beautiful county but they never tough it would be that difficult for both of them. They didn't know each other that well and they moved together to a place far away. They lived troubles and nice times too. But they fought a lot. Until then they had not realised that they had started from the wrong side, they started too intensively.

The girl was always on defensive, afraid to be hurt again she wanted the guy to prove all the time that he loved her, and indeed he tried. The girl was too stupid to understand his limit of communication and openness and the fact that he has never been in along relationship before, and she insisted on pushing the relationship to the limit all the time. She was blinded by the sorrows that hunted her when she first suffered from a broken heart. Then they fought all the time about little things, the boy wasn't so patient and the girl was losing hers and at some point they got stuck and couldn't move forward. They decided to give it a time, 2 days, with a promise to come back and not enough time to put their heads into places.

They had beautiful plans together, they talked about many things about the future, and they had everything kind of settled for these dreams. Then came the difficulties. They lost money, they moved from house to house, she went to meet his family which she fell in love with. The had money troubles and no job and things started to get dark. And one day she wanted to discuss a matter with the boy, a matter that he didn't like to discuss and they had their last chance.

The girl at some point took the relationship for granted. They fought but they always came back together and it made her blind by the fact that one day it would may come to an end. The girl knew all the time she was wrong and he was wrong at some point too. One don't fight when two don't want.

The boy decided to end what they tried to start. The girl knew it was time for them to separate and try to put their heads into places but what she didn't know was that it could be too late for him to try that again. She failed so much that he lost hope and willingness, he didn't want to give one last chance. He even doubts if he did right to take her with him in that adventure or even if he still loves her.
Now she needs to pick up the pieces again and try to build something out of it. It's very difficult and she feel the worst person ever.

The point of this story is that it is a true story, and that when in love we can never give it all or ask too much. It wears out and it can be too late. And at the end, the girl afraid to get her heartbroken, end up driving what could had been a great story into a heart broken one.

Bianca B.

-----------------

Vou lhe contar uma estória sobre amor e fracasso.

Um tempo atrás, um garoto conheceu uma garota, eles viveram uma pequena coisa juntos. O garoto chamou a atenção da garota, mas ambos viajantes, o garoto foi para seu lado agarota para o seu. Muitas coisas aconteceram e eles não se falam por quase um ano, que foi quando o menino decidiu visitar a moça que parou de viajar por um tempo. Ambos se clicaram juntos, logo eles se viram um ao outro, e eles viveram uma maravilhosa férias juntos, mas logo acabou, ele foi viajar novamente, ea menina ficou. O rapaz manteve contato e mostrou seu amor por ela e um dia decidiu que iria voltar para ela e levá-la em uma aventura longe com ele.

A menina tinha saído de um relacionamento onde ela sofreu muito. Ela não tinha certeza se seria a coisa certa a fazer. Ela confessou isso ao menino. No final, ambos concordaram em continuar juntos. Eles se mudaram juntos para uma pequena van, viajaram e trabalhram em por volta de um belo país mas nunca souberam que seria tão difícil para ambos. Eles não conheciam bem um ao outrooutro tão bem e eles se mudaram juntos para um lugar distante e viveram problemas e momentos agradáveis ​​também. Mas eles brigavam muito. Até então eles não perceberam que eles começaram do lado errado, eles começaram muito intensamente.

A menina estava sempre na defensiva, com medo de se machucar novamente ela queria que o menino provasse o tempo todo que ele a amava, e na verdade ele tentou. A menina era muito estúpida para compreender os limites de comunicação e abertura do menino e o fato de que ele nunca esteve em um relacionamento longo antes, e ela insistiu em empurrar a relação ao o limite o tempo todo. Ela estava cega pelos sofrimentos que a caçavam quando ela sofreo de um coração partido antes . Em seguida, eles beigaram o tempo todo sobre pequenas coisas, o menino não era tão paciente, e a menina estava perdendo a dela e em algum momento eles ficaram presos e não conseguiam mover para a frente. Eles decidiram dar-se um tempo, 2 dias, com a promessa de voltar e sem tempo suficiente para colocar suas cabeças no lugar.

Eles tinham belos planos juntos, eles conversaram sobre muitas coisas para o futuro, e tinham tudo quase certo quanto a isso. Depois vieram as dificuldades. Eles perderam dinheiro, eles se mudaram de casa em casa, ela foi ao encontro de sua família, que ela caiu no amor com elea. Os prxoblemas de dinheiro  e falta de trabalho e com isso as coisas começaram a ficar escuras. E um dia ela queria discutir um assunto com o menino, um assunto que ele não gostava de discutir e eles tiveram a sua última chance.

A menina em algum momento tomou o relacionamento como garantido . Eles brigavam, mas eles sempre voltavam juntos. E isso a deixou cega pelo fato de que um dia ele iria pode chegar a um fim. A menina sabia o tempo todo que ela estava errada e ele foi sido errado em algum momento também. Um não briga quando dois não querem.

O menino decidiu acabar com o que eles tentaram começar. A menina sabia que era hora de eles se separarem e tentarem colocar a cabeça em seus lugares, mas o que ela não sabia era que pra ele poderia ser tarde demais tentar isso de novo. Ela fracassou tanto que ele perdeu a esperança e vontade, ele não queria dar uma última chance. Ele ainda duvida se ele fez certo de ter levado ela com ele em primeiro lugar, ou mesmo se ele ainda a ama.

Agora ela precisa catar os pedaços novamente e tentar construir alguma coisa com isso. É muito difícil e ela se sente a pior pessoa de todos os tempos.

A moral desta história é que ela é uma história verdadeira, e que, quando no amor não podemos nos doar por completo ou pedir demais. O relacionamento se desgasta e pode ser tarde demais. E, no final, a menina com medo de quebrar seu coração, acabou dirigindo o que poderia ter sido uma grande história em uma história de cortar o coração.

Bianca B.

Friday, 19 September 2014

Verdades Repetidas. Repeated truths.



Verdades repetidas.

(De quando a gente repete demais algo e ao fim você não sabe se isso soou bom ou ruim.)

As vezes o silêncio parece mais promissor que uma verdade repetida e fervente. Verdadeira.

Ao fim o silêncio é frio, e de frio pra quente é mais fácil e prazeroso. Já as verdade ditas, quentes, doem quando esfriam. As verdades são como água fervente, sempre queima aos que tocam.

Mas toda água quente esfria, se permitida. Assim como aceitar a verdade dói, mas passa. Como também verdades repetidas entediam, se repetidas.

Mas, cabe aos verdadeiros calar pra manter o calor das coisas?

A dúvida gera tanto o prazer quanto o medo. A distância gera tanto a saudade quanto a perda. A verdade repetida gera tanto a certeza como o tédio.

Já citei sobre as inconstância da vida várias vezes. Não canso de me surpreender com as surpresas que ela me traz.
Já jurei ser verdadeira tantas vezes que me surpreendi quanto à dúvida que ela traz.
Já repeti felicidades que hoje já não sei se sou capaz.
Já repeti tanto o amar que dele já não sei mais...

As verdades repetidas, será que elas cansam ou fortalecem? Já as repetir demais, vou calar. Talvez assim eu traga a chama de volta. Mas, será mesmo que ela se apagou?

(Bianca B.)
-------------------------------------
Repeated truths.

(From when we repeated this so much that we don't  know if it sounded good or bad.)

Sometimes silence seems more promising than a repeated and boling truth.
A true truth.

After all, the silence is cold and from cold to warm is easier and more pleasurable. But the hot truths already said, really hurt when they cool.

The truths are like boiling water, always burns the ones it touches.
But all hot water cools,  if permitted. Just like accepting a truth hurts, but heals. Also just like repeated truths bores, if repeated.

But should the sincere silence, to keep the heat of things?

Doubt generates both pleasure and fear. Distance causes both the nostalgia and loss. Repeated truth actually generates both the certainty and boredom.

I already mentioned about the fickleness of life several times. It doesn't tire to amaze me with the surprises it brings.
I've sworn to be truthful so many times that I was surprised of the doubts it brings.
I already repeated happiness that today I'm no longer capable to repeat.
I already repeated the action of love, that I no longer know about it.

The repeated truths, do they tire or strengthen? I've already repeated them too much. I'll shut. Perhaps like this I'll bring the flame back. But, did it really go blank?

(Bianca B.)


P.s: The English translation may seem incomprehensible because the original version in Portugues has proper rhyme and meanings.



Tuesday, 9 September 2014

A delicious ambiguity. / Uma deliciosa ambiguidade.



A delicious Ambiguity.

Life is a delicious ambiguity. It's like seeing both sides of fear. We fear of the fearest fears, as well as enjoy the sweetest fears. We fear not of the past but the future.

It's like wanting a perfect ending. Even though we've learned, the hard way, that some things don't end the way we want it to end. Things don't happen the way we want it to happen. Life is about not knowing, having to change, taking the moment and making the best of it, without knowing what's going to happen next. For some it sounds sweet, for others it sounds fearful.

However, if the world were merely seductive, that would be easy. And if it were just a fearful challenge, that would be a problem.

But we have the choice to arise in the morning torn between a desire to improve the world and a desire to enjoy the world. This makes it hard to plan the day. When we are afraid we ought not to occupy ourselves with endeavoring to prove that there is no danger, but in strengthening ourselves to go on in spite of the danger.

It's doubting, all that is doubting.  But I like to take advantage of the ambiguity in the world. I like to look at something and imagine what else could it be. We all should accept that the world is full of uncertainty, and ambiguity does not and should not, stop people from being pretty sure about a lot of things.

 Life itself is nothing more than an ambiguity. A delicious ambiguity.

(Bianca B.)
------------------------------------------------------------------

Uma deliciosa ambiguidade.

A vida é uma deliciosa ambiguidade. É como ver ambos os lados do medo. Tememos sobre os medos mais temíveis, bem como apreciamos os medos mais doces. Nós não tememos do passado, mas sim do futuro.

É como querer um final perfeito. Mesmo tendo aprendido, a duras penas, que algumas coisas não terminam do jeito que queremos que terminem. As coisas não acontecem do jeito que queremos que aconteçam. A vida é sobre não saber, ter que mudar, tomar um momento e fazer dele o melhor, sem saber o que vai acontecer a seguir. Para alguns, isso soa doce, para outros parece temeroso.

No entanto, se o mundo fosse apenas sedutor, seria fácil. E se fosse apenas um temeroso desafio, seria um problema.

Mas nós temos a escolha de acordar na manhã, divididos entre o desejo de melhorar o mundo e um desejo de desfrutar do mundo. Isso torna difícil de planejar o dia. Quando estamos com medo não devemos nos ocupar nos esforçando para provar que não há perigo, mas em fortalecer-nos a continuar, apesar do perigo.

É uma dúvida, tudo é de dúvida. Mas eu gosto de aproveitar a ambiguidade do mundo. Eu gosto de olhar para algo e imaginar o que mais isso poderia ser. Todos nós devemos aceitar que o mundo é cheio de incertezas, e ambiguidades não impedem e não deveriam impedir as pessoas de terem certeza sobre um monte de coisas.

 A própria vida é nada mais do que uma ambiguidade. Uma deliciosa ambiguidade.

(Bianca B.)

Sunday, 3 August 2014

Tem dias e dias. There are days and days.






Tem dias e dias.

Tem dias que eu acordo querendo sonhar, pois o sonho é melhor que a realidade que me cerca.
Tem dias que a noite é melhor que o dia.
Tem dias que eu tiro o relógio,  tem dias que eu não tiro o olho do tempo.
Tem dias que eu gosto de fazer o que faço,  tem dias que eu faço por obrigação.
Tem dias que eu faço a cama, tem dias que nem dela eu saio.
Tem dias que eu queria que fosse passado, tem dias que eu queira que fosse futuro.
Tem dias que eu me produzo, tem dias que nem o espelho eu uso.
Tem dias que eu queria que se repetissem, tem dias que eu queria que eles nunca existissem.
Tem dias que eu não quero ver ninguém,  tem dias que eu quero ver gente.
Tem dias que eu quero colo, tem dias que eu tenho força.
Tem dias que eu quero luz, tem dias que eu quero escuridão.
Tem dias que eu queria que demorassem a passar, tem dias que eu queria que voassem pelo ar.
Tem dias que eu quero um, tem dias que quero dois, e até tem dias que eu não quero nenhum.
Tem dias que eu quero coração preenchido, tem dias que eu nunca quizesse que ele fosse enchido.
Tem dias que eu sorrio meio falso, e tem dias que eu só rio sem traço, já tem dias que de risos eu me faço.
Tem dias que eu amo, tem dias que eu sou amada.
Tem dias que eu planto, tem dias que colho.
Tem dias que eu quero amor, tem dias que eu só tenho dor.
Tem dias que eu quero distância, tem dias que eu quero encontro.
Tem dias que eu me faço,  danço,  bagaço, tem dias que não rola um passo.
Tem dias que eu me amo, tem dias que eu me evito.
Tem dias que eu quero ele, tem dias que eu queria esquecer dele.
Tem dias que eu quero fugir, tem dias que não me deixam partir.
Tem dias que eu quero banho de chuva, tem dias que eu quero sol .

Me diga você ai,  se os dias não são feitos pra te agradar noite e dia, como um mero ser te agradaria?

É nessa metamorfose do dia-a-dia que a vida passa cheia e vazia.
Tem dias que parecem anos, tem anos que parecem dias, e é nessa disritmia que eu vou levando os meus dias.  Nessa vida tem dias e dias.

(Bianca B.)
-------------------------------------
There are days and days.

There are days that I wake up wishing to dream, because the dreams are better than the reality that surounds me.
There are days that nights are better than mornings.
There are days I take off my watch, there are days I don't take my eyes off the time.
There are days that I like to do what I do, there are days that I do it as an obligation.
There are days that I make my bed, there are days I don't even leave it.
There are days I would like it to be the past, there are days I would like it to be future.
There are days I produce myself, there are days I don't even use the mirror.
There are days that I wish it could be repeated, there are days I wish they never existed.
There are days I don't want to see anybody, there are days I want to see people.
There days I need a lap, there are days I have strength.
There are days I want lights, there are days I want darkness.
There are days I wish they would take longer to pass, there are days I wish they flew away.
There are days I want one, there are days I want two and there are even days I want none.
There are days I want a full filed heart, there are days I wish it has never been filled.
There are days I smile half false, and there are days I smile without trace, and  there are even days I that I make myself of smiles.
There are days I love, there are days I am loved.
There are days I plant, there are days I harvest.
There are days I want love,  there are days I only have pain.
There are days I want distance,  there are days I want reunion.
There are days I enjoy, dance, wreck, there are days I don't make a step.
There are days I love myself, there are days I avoid me.
There are days I want him, there are days I want to forget him.
There are days I want to scape, there are days that don't let me go.
There are days I want to go in the rain, there are days I want sun.

You there, tell me, if the days are not made to please you night and day, how can a mere being please you?
It's in this day by day metamorphosis that the life passes full and empty.

There are days that seem like years, there are years that seem like days, and it's in this dysrhythmia that I take my days. In this life there are days and days.

(Bianca B.)

* Please note that the English translation may not be so clear and that rhythmic. The Portuguese version is the real version this time. I hope you appreciate it anyway.

Sunday, 18 May 2014

Ta tudo por um fio. Por um fio. / It's all hanging by a thread. By a thread.


Ta tudo por um fio. Tudo por um fio.

De que adianta você fazer o que os outros querem que você faça, se aquilo que você faz não é aquilo que te completa?

De que adianta mostrar para todos que você pode ser aquilo que eles querem que voce seja, se aquilo que você quer ser não é aquilo que eles querem?

De que adianta se estrangular todos os dias, se arrastar no tempo, fazer tudo direito, se o que você queria era não estar fazendo nada disso?

De que adianta viver uma vida que não te faz feliz, só pra provar para os outros que você sabe o que é essa tal de vida que eles julgam ser vida?

De que adianta você seguir conselhos que não convém com tuas escolhas de vida só pra dizer que você entendeu os tais conselhos e sabe da importância dos mesmos?

De que adianta seguir uma vida que não te satisfaz só pra provar pros outros que você sabe o que é esta tal de responsabilidade que eles tanto querem que você tenha?

Às vezes a gente fica por um fio de se soltar das algemas invisíveis que nos prendem à meros casos.
Às vezes a gente tem que se desgastar um pouco pra provar de tudo nessa vida até escolher aquilo que nos faz bem.
Às vezes a gente até já sabe aquilo que nos faz bem, mas ainda assim quer mostrar a todos que duvidam da sua maturidade, que apesar das nossas escolhas extremamente diferentes, nos somos tão maduros e responsáveis como qualquer outro.

  Quer saber, eu to por um fio de abraçar a minha vontade. Chega de alimentar a vontade dos outros e deixar a minha morrendo de fome, negada e esquecida.

Vamos abraçar nossas vontade, enfrentar de vez os nossos medos, libertar nossas escolhas, alimentar os nossos sonhos, deixar voar a vida, e deixar entrar a felicidade.

Ta tudo por um fio. E eu espero que esse fio se arrebente logo. Logo.

__________________________________________________________________

It's all hanging by a thin thread. All by a thin thread.

What's the point of you doing what others want you to do if what you do is not really what completes you?

What's the point of showing everyone that you can be waht they want you to be, if what you want to be is not what they want?

What's the point of struggling everyday, dragging through time, doing everything right, if what you wanted was not doing any of that?

What's the point of living a life that doesn't make you happy, just to prove to others that you know what is this "life" that they all judge to be life?

 What's the point on following the advices that don't suit you choice of life just to show that you understood such advices and know its importance?


What's the point on following a life that does not satisfy yourself just to prove to others that you know well what is this responsibility that they want you so much to have?]

Sometimes we find ourselves holding by a thin thread, nearly loosening the invisible handcuffs that bind us to mere cases.
Sometimes we have to wear our selves out to try of everything in this life until we can choose what makes us happy.
Sometimes we even know what's good for us already, but however, we want to prove to others that doubt of your sense of responsibility, that despite our vastly different choices, we are as responsible as anyone else.

You know what, I'm by a thin thread to hug my willingness. Enough of feeding the willingness of the others and leaving mine to starve, neglected and forgotten.

 Lets embrace our willingness, face at once our fears, release our choices, feed our dream, let life fly, let happiness come in.


It's all hanging by a thin thread. I hope this thread to burst soon. Soon.